Chegou a vez de conhecermos os pôsteres da Copa - JODF — Portfólio online JODF — Portfólio online
Portfólio
Currículo
/jodf80
Blog
flickr.com/JODF
jodf__
jodf@jodf.com.br
11 995 339 613

JODF — Portfólio online

Chegou a vez de conhecermos os pôsteres da Copa — Por JODF
26 de novembro de 2012 — 08:27
Assunto: Branding, Design, Jogos & Games    

Share

No mesmo dia em que a FIFAanunciou o nome do mascote, as doze cidades sedes apresentaram os seus cartazes oficiais para a Copa do Mundo 2014.

Belo Horizonte

Belo Horizonte

Brasília

Brasília

Cuiabá

Cuiabá

Curitiba

Curitiba

Fortaleza

Fortaleza

Manaus

Manaus

Natal

Natal

Porto Alegre

Porto Alegre

Recife

Recife

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Salvador

Salvador

São Paulo

São Paulo

Não farei uma análize detalhada de cada um dos cartazes, pois não conheço seus briefings para saber o que foi proposto em cada um, o quanto os autores atingiram os objetivos ou não.

No geral, cada poster está como deveria estar: valorizando e destacando as belezas naturais, os marcos urbanos e a cultura de cada cidade e/ou Estado. Os conjuntos visuais são harmônicos e coloridos. São peças bastante interessantes.

Porém: gostaria de comentar sobre dois:

Manaus:dos doze pôsteres estre é o que mais gostei. “O casal de araras no ponto-da-coruja”, uma pintura hiperrealista que torna este o trabalho mais simples de todos, a pesar da técnica de pintura mais difícil.

 

São Paulo: por que que a capital paulista sempre insiste em não mostrar seus difereciais? Por que esta insistência de ser uma cidade “gigante e genérica”? Nada contra o belo trabalho do ilustrador, mas o problema está na proposta. A prefeitura cogitou em entregar o serviço à dupla de grafiteiros OsGêmeos. Penaque a ideia não vingou, pois os trabalhos deles, por si só são marcos da cultura e da paisagem de São Paulo.

Quanto ao nome do Tatu-Bola, Fuleco: eu realmente acreditava e torcia que o Brasil não fizesse nada para nos envergonhar na Copa. Sério mesmo. As opções de nomes para a bola já foram horríveis, mas digeríveisl. Mas quando apresentaram as três opções para o mascote aí não teve jeito: a vergonha nacional veio à tona.