A bola mais icônica - JODF — Portfólio online JODF — Portfólio online
Portfólio
Currículo
/jodf80
Blog
flickr.com/JODF
jodf__
jodf@jodf.com.br
11 995 339 613

JODF — Portfólio online

A bola mais icônica — Por JODF
30 de julho de 2014 — 22:03
Assunto: Design, Jogos & Games    

Share

A Brazuca é a bola mais bonita que já vi. Mas é a TelStar que todos imaginam quando pensam em futebol.

Antes da TelStar, as bolas de futebol tinham cara de “bola de volei”. Até a década de 1960, a superfície das bolas era dividida em seis conjuntos de tiras de couro (duas, três ou mais, dependendo do fabricante). A pelota do Mundial de 1970 se dividia em 32 gomos, sendo 12 pentágonos e 20 hexagonos. Este novo padrão se baseou num sólido de Arquimedes chamado Icosaedro truncado.

Como disse semana passada, quase todos os fabricantes adotaram o padrão de 32 gomos depois da primeira Copa no México. Só nos anos 90, algumas empresas tiveram sucesso com outras formas de bolas. Mas o Icosaedro truncado ainda é o mais usual. A própria Adidas, desde o Mundial de 2006, lança versões de 32 gomos para as bolas oficiais da Copa.

Outra característica da TelStar que define uma bola de futebol é o seu preto e branco. Todos os 20 hexágonos e todos os pentágonos são pretos. Mesmo que a Adidas e todos os outros fabricantes (mesmo os das vagabundas de plásticos e os das de pelúcia ou pano) adotem outras combinações de cores ou mesmo imprimam desenhos totalmente diferente na superfície da esfera, o preto e branco da conquista do Tri-Campeonato Brasileiro é o que vem à mente quando se pensa em futebol.

Mas por que a TelStar não é inteira branca ou preta, ou mesmo couro cru? O motivo é exatamente o mesmo que deu-lhe o seu nome: a Copa do Mundo de 1970 foi a primeira com transmissão colorida ao vivo. Temia-se que os telespectadores não conseguissem acompanhar a trajetória da bola e isso dificultasse o entendimento das jogadas. Então o fabricante desenvolveu um padrão modular que facilitasse a visualização da bola. É o mesmo princípio da bandeira quadriculada que marca o final de uma corrida automobilística.

Esta bola foi feita para ser uma estrela de TV. ‘Television Star’ era um nome muito longo, então encurtaram para TelStar.

Não sei se o sucesso da Seleção Brasileira ajudou a imortalizá-la ou se ela realmente teve o visual mais funcional da história. Sei que esta é a bola mais icônica de todos os tempos.